Edson Quesada

Músico e professor de percussão e, após ter viajado durante 15 anos por diferentes países latino-americanos, adquiriu o conhecimento dos diversos estilos desta cultura musical (música andina).
No Peru, pesquisou e tocou vários ritmos daquele país, principalmente da parte afro-peruana, conhecida como Música Crioula, que é tocada com o Cajón, instrumento típico da região.
Na Colômbia, pesquisou e tocou vários ritmos folclóricos do Atlântico e Pacífico. Na capital, Bogotá, estudou e tocou com diversos músicos caribenhos, cubanos, porto-riquenhos, dominicanos, haitianos, venezuelanos e outros.
Após estes estudos e anos de convivência musical, compôs um método para músicos leitores e não-leitores, utilizando instrumentos de percussão de diferentes países. Possui os seguintes trabalhos já editados e disponíveis no mercado:
• Vídeo-Aula: Pandeiro básico e suas variações;
• Vídeo-Aula: 60 ritmos para tumbadoras – volumes 1, 2 e 3, contendo 10 ritmos cada;
• Vídeo-Aula: Timbales e suas variações, com acompanhamento em tumbadoras;
• Vídeo-Aula: Tambora Dominicana – variações para o Merengue, com acompanhamento em tumbadoras;
• Vídeo-Aula: Percussão Brasileira – ritmos baianos;
• Vídeo-Aula: Escola de Samba e seus instrumentos;
• Vídeo-Aula: 15 Variações para Samba em Tumbadoras;
• Vídeo-Aula: Samba de mesa (Pagode); e
• Vídeo-Aula: Bateria de Escola de Samba para principiantes.

REFERÊNCIA PROFISSIONAL

• CEP/Escola de Música de Brasília: Professor de percussão popular latino-americana em cursos pontuais (de 2005 a 2010), formando mais de 1.200 alunos em diferentes instrumentos de percussão;
• CEP/Escola de Música de Brasília: Professor de percussão popular latino-americana nos 28°, 29°, 30º, 31º, 32° e 33° Cursos de Verão e no 1° Curso de Inverno/2007, destinados a profissionais da música nacional e internacional;
• CEP/Escola de Música de Brasília: Participação, como preletor, da Oficina “Percussão e Ritmos Brasileiros” para professores desta instituição, durante o X Ciclo de Conferência sobre Educação Profissional Aplicada;
• Faculdade de Música do Espírito Santo – FAMES: Participação, como preletor, da Oficina Didática da Percussão e Master Class no Primeiro Fórum Internacional de Didática Musical;
• Feira de Música Capixaba: Participação, como preletor, da Oficina de Percussão Brasileira;
• Projeto PRO-GENTE (ONG): Preparação de percussionistas em áreas carentes;
• Projeto Segunto Tempo da Secretaria de Esportes, constituído de aulas de percussão para 100 alunos da rede pública de diferentes comunidades de Salvador , no Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador.
• Idealizador do 1º Encontro de Bateristas e Percussionistas populares e eruditos;
• Universidade Federal do Mato Grosso – UFMT: Participação, como preletor, na Oficina de Percussão Popular;
• Universidade Federal da Bahia – UFBA: Participação, como preletor, nas Oficinas dos Cursos de Extensão – Ritmos Latinos (Caribe);
• Oficina de percussão na Escola do Olodum;
• Aulas de percussão formação de grupo e direção para terceira idade, no Centro de Convivência do Idoso do Hospital Naval de Salvador;
• Oficina de percussão para portadores de deficiência, em diferentes áreas, Clube Naval de Salvador.